Você está aqui: Página Inicial / Cosmos sulphureus Cav.

Cosmos sulphureus Cav.

Família: ASTERACEAE

Nome científico: Cosmos sulphureusl Cav.

Nome popular: cosmos-amarelo

 

Cosmos sulphureus - Canto das Flores 1

Cosmos sulphureus - Canto das Flores 2

Cosmos sulphureus - Canto das Flores 3

Cosmos sulphureus - Canto das Flores 4

Fotos: Ricardo Cardoso Antonio

Barra exsicata

Para o PDf da etiqueta, clique aqui.

Cosmos sulphureus - exsicata

Foto: Matheus Gimenez Guasti

Barra verde - características

Originária da América Central, o cosmos-amarelo é uma planta herbácea, muito ramificada, atingindo, no máximo, 2,0 m de altura. Suas flores, de forte coloração amarela-alaranjada são, na verdade, inflorescências tipo capítulo, ou seja, muitas flores diminutas organizadas espiraladamente sobre uma base denominada receptáculo. As "pétalas" alaranjadas, na verdade, não são pétalas, mas estruturas que compõem uma corola ligulada, cuja função é atrair polinizadores.

Muito comum em diversas regiões do mundo devido à facilidade de sua dispersão e adaptação é, por vezes, considerada indesejada, embora sua floração proporcione um belo espetáculo em áreas abertas. Com comprovado efeito alelopático inibitório sobre outras ervas daninhas, o Cosmos vem sendo estudado como fonte para obtenção de herbicidas naturais.

A palavra Cosmos vem do grego kosmos, que significa ordem, disciplina e, de acordo com a Filosofia, refere-se ao universo, organizado de modo regular e integrado. No caso do cosmos-amarelo, uma clara referência à organização das suas flores e lígulas no capítulo. O nome sulphureus significa da cor do enxofre, no caso, amarelo-alaranjado.

Texto: Sandra Zorat Cordeiro

Barra verde - referências bibliográficas

Cosmos in Flora do Brasil 2020 em construção. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://reflora.jbrj.gov.br/reflora/floradobrasil/FB16072>. Acesso em: 08 Ago. 2019.

Gonçalves, E.G.; Lorenzi, H. (2011) Morfologia Vegetal. 2ª. ed., São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora.

Lorenzi, H. (2015) Plantas para jardim no Brasil – herbáceas, arbustivas e trepadeiras. 2ª. ed., São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora.

Silva, B.P. (2017) Potencial alelopático de Cosmos sulphureus Cav. Tese (Doutorado em Agronomia), Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinária, UNESP, Jaboticabal.

Menu

Página Inicial

Histórico

Patrono

Acervo

- Coleção Claudia Bove

Serviços

Equipe

Colaboradores

Parcerias

Projetos de Extensão   

- Canto das Flores ONLINE  Novo 3

     Logo Coleção Didática - definitivo

Fale conosco

Divulgação

HUNI na mídia

Eventos

Agradecimentos

Acesso do acervo HUNI

 >>> JABOT <<<

            Logo HUNI sem nome 

>>> SPECIES LINK <<<

           Logo HUNI sem nome

 Apoio

Logo FAPERJ






Colaboração                           

JBRJ

 

 INCT

SpeciesLink