Ferramentas Pessoais

Você está aqui: Página Inicial / Alternanthera sessilis (L.) R.Br. ex DC.

Alternanthera sessilis (L.) R.Br. ex DC.

Família: AMARANTHACEAE

Nome científico: Alternanthera sessilis (L.) R.Br. ex DC.

Nome popular: espinafre-amazônico, orelha-de-macaco

 

Alternanthera sessilis - Canto das Flores 1

Alternanthera sessilis - Canto das Flores 2

Fotos: Ricardo Cardoso Antonio

Alternanthera sessilis - Canto das Flores 3 - Food Steps

Foto: FoodSteps

Barra exsicata

Para o PDF da etiqueta, clique aqui.

Althernanthera sessilis - Exsicata

Foto: Matheus Gimenez Guasti

Barra verde - características

Alternathera sessilis, popularmente conhecida como orelha-de-macacoé uma PANC de origem controversa. Por ser muito diferente da espécie originalmente descrita, vem sendo considerada um cultivar, provavelmente originário da região norte brasileira, onde é muito cultivada, vindo daí seu outro nome popular: espinafre-amazônico.

Esta saborosa PANC se apresenta como uma erva que atinge até 30 cm de altura, podendo ser ereta ou decumbente, extremamente ramificada e de crescimento muito rápido. Apresenta caule muito tenro, com filotaxia oposta-cruzada; as folhas possuem tamanhos e formato irregulares, podendo ser cordiformes, ovaladas ou levemente lanceoladas, com lâmina ondulada ou suavemente enrugada. Suas minúsculas flores estão reunidas em inflorescências axilares tipo glomérulo, sésseis, protegidas por brácteas de cor branca. De acordo com a literatura, não há formação de frutos e este cultivar da espécie é facilmente propagado a partir de estacas, com rápido enraizamento, principalmente em áreas quentes, sombreadas e úmidas, onde se desenvolve com extremo vigor.

Além de ser usado como ornamental, na forração de jardins, por conta de suas folhas irregulares e seu rápido crescimento, o espinafre-amazônico é amplamente cultivado na região amazônica, sendo usado cotidianamente, na alimentação, como verdura ou adicionado no preparo de bolinhos, sopas ou cozidos. Os caules não são utilizados, apenas as folhas: elas possuem textura suave, uma leve crocância, e não são viscosas, mas devem ser consumidas, preferivelmente, na forma cozida, por conta de cristais de oxalato de cálcio que podem ser desagradáveis ao paladar. Em alguns países da Ásia, na Austrália, Nova Zelândia e Havaí, é cultivado como hortaliça, sendo conhecido como brazilian spinach, consumido em saladas, sopas, e acompanhando peixes e arroz. Esta PANC é ainda extremamente nutritiva, com altos teores de vitaminas A, B9 (ácido fólico), C e K, carotenoides, flavonoides, fibras e minerais, como o ferro, cálcio e potássio. 

Na China, Taiwan e Índia, o brazilian spinach é empregado na medicina tradicional para tratamento de doenças do sangue, de pele e úlceras. Suas folhas maceradas são utilizadas para alívio de entorses, queimaduras e eczemas. A decocção das folhas é recomendada para problemas respiratórios, como tosse e bronquite, e gastrointestinais, como náuseas e vômitos. Possui ainda utilização como anti-hipertensivo, anti-diabético, hepatoprotetor, antiviral, antimicrobiano, e é eficaz na produção de bile e de leite (em lactantes).

O nome do gênero, Alternanthera, provém da união de duas palavras: alternus, do latim, que significa alterno (um sim, um não) e anthera (do grego ἀνθερóς) que significa antera, sendo uma referência à estrutura floral do gênero, onde os estames férteis (com anteras) se alternam com estaminódios. Seu epíteto específico, sessilis, é uma menção direta às inflorescências, que são sésseis, ou seja, sem pedúnculo. Em algumas referências, esta espécie é encontrada com a nomenclatura de Alternanthera sissoo, mas este nome não é válido, tampouco reconhecido oficialmente; mesmo assim, por conta desta nomenclatura irregular, é conhecido em vários países como sissoo spinach

Por incrível que pareça, o espinafre-amazônico é mais conhecido no exterior do que no Brasil. Lá fora, além dos nomes já citados, é também chamado de "poor man's lettuce" (alface dos pobres), "sambu" ou "samba lettuce" (alface-samba), sendo este último nome, provavelmente, uma clara alusão ao Brasil. Esta espécie é prontamente encontrada, na forma de estacas, para a venda em sites de plantas cultivadas, hortaliças ou de agricultura orgânica no exterior; sua aquisição é encorajada como sendo uma espécie de fácil desenvolvimento, sabor muito agradável, altamente nutritiva e excepcionalmente benéfica para a saúde. Caso você ainda não a conheça, que este texto possa, também, te encorajar a provar esta delícia brasileira, já reconhecida e aprovada pelos gringos...

Autoria: Sandra Zorat Cordeiro

* Para saber mais sobre o espinafre-amazônico: 

 

Barra verde - referências bibliográficas

Dr. Health Benefits. 17 Health Benefits of Brazilian Spinach - Pregnancy - Beauty. Disponível em: https://drhealthbenefits.com/food-bevarages/vegetables/health-benefits-of-brazilian-spinach. Acesso em: 06 Jun. 2020.

FoodSteps. Brazilian Spinach. Disponível em: https://foodsteps.sg/brazilianspinach/. Acesso em: 09 Jul. 2020.

GBIF - Global Biodiversity Information Facility. Alternanthera sessilis (L.) R.Br. ex DC. Disponível em: https://www.gbif.org/species/3084939. Acesos em: 06 Jun. 2020.

Kinupp, V.F., Lorenzi, H. (2017) Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) no Brasil. Reimpressão, São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora.

Rajasekaran, A.; Kanimozhi, S. Pharmacognostic Evaluation of Alternanthera sessilis (L.) R.Br. ex. DC. Pharmacognosy Journal, v. 4, n. 28, p. 31-34, 2012.

Ranieri, G.R. Espinafre-amazônico, orelha-de-macaco, brazilian spinach, siccoo spinach. Disponível em: http://www.matosdecomer.com.br/2018/04/espinafre-amazonico-orelha-de-macaco.html. Acesso: 06. Jun. 2020.

 contador de visitas

Menu

Página Inicial

Histórico

Patrono

Acervo

- Coleção Claudia Bove

Serviços

Equipe

Colaboradores

Parcerias

Projetos de Extensão   

- Canto das Flores ONLINE  Novo 3

     Logo Coleção Didática - definitivo

Fale conosco

Divulgação

HUNI na mídia

Eventos

Agradecimentos

 

ACESSO AO ACERVO HUNI

>>> JABOT <<<

     Logo HUNI sem nome 

>>> SPECIES LINK <<<

     Logo HUNI sem nome

Nossas mídias sociais: 

Logo Facebook   Logo Instagram

 

Apoio

Logo FAPERJ

 

 

 

 

Colaboração

              JBRJ

 INCT

SpeciesLink