Portal UnirioGuia Telefônico Contatos
Você está aqui: Página Inicial

Programa de Pós Graduação em Música

 

SEMINÁRIOS DA QUARENTENA 

 

July 23th, 2020 @ 17 hrs (BRT)
https://meet.jit.si/seminarios_de_quarentena
(chrome browser needed)

Prática de Conjunto de Música Experimental is a group formed in UNIRIO as a class and an open study group of Experimental Music, with students of all music courses. Over time, the group has dedicated itself to the study of the repertoire, the scoring of works, and the creation of performances that explore the potentialities of verbal scores, improvisation, recording, the use of everyday objects, open forms, and group rituals.

In this Seminar, the group will present a brief overview of its history and practice, exploring some pieces that exemplify the approach to these themes developed by the group and its members.

 

Pep

 

 

O IMPACTO DA QUARENTENA NA QUALIDADE DE VIDA: DIAGNÓSTICO E PERSPECTIVAS PARA O COTIDIANO DOS PROFESSORES E ESTUDANTES DE MÚSICA DA UNIRIO


Suas respostas ajudarão a traçar um quadro das condições e das práticas atuais frente às políticas de
enfrentamento da Covid-19 junto a professores e estudantes do PPGM e do IVL da UNIRIO!

 

Clique aqui para ser direcionado ao link do questionário!

  

 

POSIÇÃO DO COLEGIADO DO PPGM COM RELAÇÃO AO ENFRENTAMENTO DA CRISE CAUSADA PELA PANDEMIA

 

 Rio de Janeiro, 20 de maio de 2020

 

 

Desde o início do período de quarentena, o PPGM vem seguindo as orientações concernentes à Portaria GR n ºn251 /2020, de 10 de março de 2020, à Resolução N° 5.256, de 24 de março de 2020, bem como as Ordens de Serviço subsequentes (GR 03, 04 e O6). Além disso, procurando soluções para os problemas impostos pela quarentena ao ano letivo da UNIRIO, o Colegiado do PPGM vem se reunindo, quer seja em pequenos comitês, quer seja em reuniões de Linha ou em reuniões com todos os membros (ordinárias e extraordinárias). Os comitês elaboram e discutem os assuntos, de maneira a possibilitar que sejam levados ao colegiado para a finalização das decisões. O posicionamento do Colegiado com respeito aos assuntos tratados são os seguintes:

- Com relação às atividades de ensino remoto: Na medida do possível, os docentes do PPGM têm se dedicado ao acompanhamento e atendimento do corpo discente desde o início da quarentena. Encontros e alguns dos seminários das linhas de pesquisa têm sido mantidos, conforme orientações da PROGRAD, contudo não são obrigatórios. As orientações de mestrado e doutorado foram mantidas, sendo realizadas individualmente ou em pequenos grupos. Contudo, no que diz respeito à introdução oficial desse tipo de ensino, o Colegiado manifestou sua preocupação de que tal prática possa trazer impactos negativos junto ao alunado, uma vez que nem todos os discentes possuem conexão de internet suficiente para acompanhar todas as aulas. Por isso, o Colegiado assume que a insistência em tal modalidade de ensino possa implicar em aumento da desigualdade social. Além disso, a proposta não encontra eco no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), que no primeiro parágrafo de sua Apresentação assume sua função estratégica da Universidade “na construção de um país alinhado com os ideais de igualdade, justiça e fraternidade”, posição consolidada em vários trechos do documento (p. 16, 21, 95, 100, 105, 111):

[...] a universidade deve proceder às suas escolhas, respondendo às cobranças, exercendo suas funções críticas, sem se eximir à responsabilidade histórica de renovar e produzir saberes que venham ao auxílio da construção de novas realidades sociais, mais solidárias e mais justas. (PDI-UNIRIO, p. 16).

Na página 101, apresentando criação da Política de Assuntos Estudantis, o documento explicita que “Essa conquista representa o reconhecimento da comunidade universitária das necessidades e desafios na busca de redução dos efeitos das desigualdades socioeconômicas no desempenho acadêmico” (PDI-UNIRIO, p. 101).

O Colegiado ainda compreende que o ensino a distância prevê a criação de uma plataforma específica para seu funcionamento, bem como a preparação do corpo docente para atuar nessa modalidade. Além disso, há dúvidas sobre as questões legais com relação à modificação de matrículas que foram realizadas para cursos presenciais caso estes sejam modificados para EaD, mesmo que sejam apenas algumas disciplinas que adotem essa modalidade. Teme-se que a recusa de um único aluno em aceitar uma modificação neste nível venha trazer problemas para o Programa, que pode correr o risco de enfrentar algum tipo de ação judicial.

Levando o exposto em consideração, o Colegiado compreende que seria precipitado tomar qualquer decisão sem conhecer melhor a realidade de seus alunos. Portanto, foi criado o projeto "Quarentena na Música" cujo objetivo é realizar um diagnóstico de como a crise atual tem atingido a comunidade de docentes e discentes dos cursos de Música. O questionário está em sua versão final e a equipe de pesquisadores está ajustando o material com vistas a submetê-lo à Plataforma Brasil e encaminhá-lo ao Comitê de Ética (CEP). A previsão de aplicação do questionário é para junho de 2020. O projeto está sendo elaborado em equipe, tendo a coordenação do professor Clayton Vetromilla e a colaboração do professor Felipe Rafael Ribeiro Melo do Departamento de Métodos Quantitativos – CCET) e das professoras Silvia Sobreira e Andréa Rosana Fetzner, ambas membros permanentes do PPGM.

-Com relação às defesas e qualificações: Foram mantidas as que já estavam em fase adiantada e não tiveram impedimentos causados pela pandemia. Estão sendo realizadas em ambientes virtuais;

-Com relação aos exames de Seleção: O PPGM vinha mantendo a tradição de realizar sua seleção entre os meses de maio e junho, para a entrada dos novos alunos no mês de agosto. No entanto, devido à suspensão do calendário acadêmico do semestre de 2020.1, não foi possível planejar a Seleção de entrada da turma de 2020.2, uma vez que mesmo a Procuradoria interrompeu seu atendimento. As propostas de enfrentamento deste problema foram trazidas pelos comitês e consideradas pelo colegiado, que se posicionou decidindo não realizar a seleção para a entrada no segundo semestre de 2020. As justificativas para essa tomada de decisão são: 1) Conforme já esclarecido, a impossibilidade de preparar um edital sem ao aval da Procuradoria; 2) A quarentena surpreendeu os professores, que se viram sem preparo para pensar em uma seleção online naquele momento inicial, em meados de março; 3) As comissões já começaram a discutir um edital, com possibilidade de provas a distância, para o ingresso de novas turmas em março de 2021. A data não foi definida, mas é provável que esta Seleção deva ocorrer em finais de outubro ou início de novembro; 4) O Colegiado está de acordo que é mais adequado procurar compreender a crise como uma oportunidade para aprimorar seu exame de Seleção e para tal aprimoramento, as comissões vêm trabalhando e fazendo novas proposições. Outras ponderações justificam a decisão de modificar o período de entrada de agosto para março: o ingresso em março possibilita maior adequação com relação aos prazos dados pela CAPES, inclusive no que diz respeito à distribuição de bolsas. Além disso, os professores da Linha de Ensino e Aprendizagem não poderiam oferecer vagas para a entrada em agosto, o que já se torna possível para o ingresso em março.

-Com relação às atividades eventuais

Alguma ações, de alcance e impacto interinstitucional e internacional, elaboradas com parceiros docentes e artistas, e empreendidas em resposta à crise são:

-"Seminários da Quarentena" (https://www.youtube.com/channel/UCPBwXdvvjDvLG9sL-WHdS6g)

 "Seminários Dispersos em Criação Musical" (pela plataforma Instagram)

É importante ressaltar que outras propostas de aprimoramento do próprio Programa vêm sendo discutidas nas comissões, de maneira a aproveitar a oportunidade da reclusão domiciliar para pensar iniciativas que não se restrinjam apenas a soluções temporárias para atenuar a crise, mas que sejam duradouras e possam fortalecer o Programa

 

 

 

 

CARTA ABERTA À COMUNIDADE DO PPGM

Rio de Janeiro, 25 de Março de 2020

 À COMUNIDADE DO PPGM-UNIRIO,

 Em consideração ao uso da tecnologia para fins pedagógicos nas atividades do PPGM-UNIRIO, durante o período em que o calendário acadêmico encontra-se suspenso nas Universidades, em função da pandemia do Covid-19, o colegiado fez um debate no dia 23 de março e entendeu que: 

  • o assunto levanta questões éticas e políticas, além da competência técnica para uso das ferramentas digitais por docentes e discentes para a realização de aulas a distância;

  • existem questões práticas e objetivas quanto às realidades e às capacidades individuais de acesso a redes de internet robustas e confiáveis, de forma a evitar eventuais prejuízos de aprendizagem e trocas que eventuais interrupções de conexão podem ocasionar;

  • o PPGM-UNIRIO, formado por 6 linhas de pesquisa, cada qual com suas respectivas características e metodologias de pesquisa, apresenta diferenças que nem sempre permitem substituir encontros presenciais por virtuais para a sua efetivação. A diversidade das pesquisas realizadas no Programa demandam necessidades e características distintas, e, por conseguinte, requerem o uso de uma variedade de ferramentas e soluções particulares, sendo difícil, num cenário de crise como este, definir um único modo de procedimento para todos.

Desde do início do semestre, quando a realidade social começou ficar imprevisível pelos problemas causados pela pandemia do Covid-19, os docentes do Programa começaram a elaborar planos alternativos de aulas: o acompanhamento de alunos de instrumento, orientações, indicação de materiais de leitura, de áudio e audiovisual. Alguns casos incluíram a ideia de usar as plataformas de comunicação em "tempo real" online, entre elas a Conferência Web da Comunidade Acadêmica Federada (CAFe), Skype, Google Hangouts e Zoom. 

Sobre esses casos acordamos tanto com os nossos colegas da UERJ quando escrevem que

 “Desafios novos podem requerer nova formas de enfrentamentos, novas aprendizagens, ações e interações…pretendemos que fique claro que a proposta de mediação tecnológica não se confunde com a adoção da sistemática da modalidade da EAD. Embora reconheçamos o potencial da modalidade EAD, igualmente reconhecemos suas peculiaridades (Circular da Reitoria 004/2020)”;

 quanto com os da UFRJ

 “…a oferta de conteúdos na modalidade Educação a Distância (EaD) exige planejamento para a uniformização da operacionalização em meios digitais, o que não pode ser realizado durante a pandemia.” (Informe daReitoria da UFRJ, 22/03/2020)

 e do DCE UNIRIO

 “(…) não é possível garantir que todos os estudantes tenham acesso a computadores em suas residências, acesso irrestrito à internet, ou ambiente propício para a concentração necessária para o estudo. Sabemos que grande parte de nossos estudantes dependem da infraestrutura da universidade para acesso à computadores, internet, livros e ambiente de estudo apropriado” (DCE Unirio, postagem Facebook 21/03/2020) 

 E também a decisão do Reitor Ricardo Cardoso UNIRIO em suspender o calendário acadêmico e suas considerações na mensagem enviada à comunidade acadêmica da UNIRIO

 “as atividades acadêmicas remotas não devem ser confundidas com Cursos EaD, que têm preparação e dinâmica próprias…[d]a mesma forma, reforçamos nosso incentivo para que aqueles que puderem manter atividades remotas, desenvolvendo as habilidades intelectuais e artísticas de alunos e professores, assim como a construção/manutenção do vínculo entre docentes e discentes.” (24/03/2020).

 — Somos servidores públicos e consideramos inabalável o nosso compromisso com a sociedade e a nossa responsabilidade, dentro de nossa capacidade, de acompanhar, atender e orientar as necessidades do corpo discente. Vale ressaltar que nossas competências docentes são distintas, em especial no que se refere às demandas para o momento e cabe a cada um fazer o que consegue fazer melhor.

 — Nos comprometermos sempre com a criação e recriação de um ambiente que valorize a aprendizagem, a pesquisa, e a produção intelectual, seja na forma de texto, composição, interpretação, ou improvisação, troca de ideias e produção de conhecimentos. Na falta dos nossos espaços de encontro — a sala de aula, os corredores, os espaços de performance, as cantinas e o cantinho do CLA (e sim, os violões…) ficarmos à disposição, numa postura tutorial para acompanhar, orientar e atender os alunos e manter a natureza ativa, saudável, e criativa  do PPGM.

 Assim sendo, o PPGM-UNIRIO suspende suas atividades letivas ordinárias até que a situação do atual quadro de saúde pública se modifique e que a Reitoria da nossa universidade defina um novo calendário acadêmico.

A coordenação e a secretaria continuarão funcionando virtualmente por meio dos canais oficiais: e-mail da coordenação, e-mail da secretaria, site do PPGM e Instagram e Facebook do Programa. Recomendamos fortemente que os discentes mantenham ativos e atentos aos canais de comunicação com seus orientadores e colegas, e que acompanhem diariamente as notícias tanto nos veículos regulares de imprensa quanto no site da UNIRIO.

 Cuidem bem de vocês e dos seus. E vamos aproveitar este momento para nos adaptarmos, aprendermos e crescermos como acadêmicos e seres humanos.

Atenciosamente,

Prof. Dr. Clifford Hill Korman

Coordenador do PPGM-UNIRIO

 

                          

Perguntas mais frequentes sobre a entrada para o PPGM