Você está aqui: Página Inicial / Estrutura Curricular / Disciplinas / Ementas das disciplinas obrigatórias e optativas

Ementas das disciplinas obrigatórias e optativas

Disciplinas Obrigatórias

 

  • Perspectivas da Arquivologia Contemporânea

A Arquivologia como campo científico. História da Arquivologia, dos arquivos e da profissão do arquivista. Principais abordagens da Arquivologia contemporânea. Intérpretes e interpretações dos processos arquivísticos em diferentes contextos nacionais de configuração da Arquivologia. Gestão de documentos, gestão da informação, gestão do conhecimento e Arquivologia. Interfaces da Arquivologia com a História, o Direito, a Administração e a Diplomática. Diálogos com saberes do campo informacional (Biblioteconomia, Ciência da Informação, Diplomática, Museologia, etc). A construção de Interlocuções com a Ciência Política, Sociologia, Antropologia, Políticas Públicas, Informática, Educação, Estudos da Memória e do Patrimônio, etc. A organização das instituições arquivísticas no Brasil. Organizações internacionais na área arquivística. O estado da arte da pesquisa em Arquivologia. Agentes e mecanismos de produção e difusão do conhecimento arquivístico no cenário internacional e no Brasil.

 

  • Arquivologia e Gestão

Arquivologia e Gestão. Os arquivos como objeto de gerenciamento e os agentes envolvidos nesse processo. Arquivos, conhecimento e inovação em diversos ambientes organizacionais. Arquivos enquanto serviços e instituições. Funções arquivísticas como atividades-meio nas organizações. Modelos de serviços arquivísticos. Interfaces com outros serviços da organização. Serviços arquivísticos e gestão do conhecimento. A missão das instituições arquivísticas: histórico e configurações contemporâneas. Modelos nacionais e internacionais de instituições arquivísticas. Interfaces com outras instituições das áreas de informação e memória. Planejamento, implantação e avaliação de serviços e instituições arquivísticas. Métodos, processos e agentes de avaliação de serviços e instituições arquivísticas. Estudos de caso.

 

 

  • Metodologia da Pesquisa

A natureza do conhecimento científico. A ciência como processo e produto histórico. Epistemologia, ciência, ideologia. As ciências sociais e suas especificidades. A pesquisa científica em ciências sociais. A pesquisa em Arquivologia. Características e etapas da pesquisa científica. O projeto de pesquisa. A revisão de literatura. A questão de pesquisa. Métodos quantitativos, qualitativos, estudos de caso e estudos comprados. A escrita científica. A normalização do trabalho científico conforme a Associação Brasileira de Normas Técnicas.

 

 

Disciplinas da Linha de Pesquisa Arquivos, Arquivologia e Sociedade

 

  • Arquivos, Estado e Sociedade

Mediações informacionais entre Estado e Sociedade: perspectiva histórica e configurações contemporâneas. A inserção dos arquivos no conjunto de relações que envolvem o Estado, o governo, a administração pública e a sociedade. Democracia, cidadania e arquivos: configurações históricas e aspectos teóricos. Usos sociais da informação arquivística. Arquivos, governo eletrônico, “open government” e redes sociais. Arquivos, direitos humanos e movimentos sociais. A incorporação de procedimentos e teorias arquivísticas aos estudos sociais, assim como sua utilização para o desenvolvimento de intervenções sociais.

 

  • Arquivos, Legislação e Ética

A dimensão legal da gestão de documentos e arquivos. Impactos da legislação na gestão de documentos e arquivos. Direito à informação, direito à memória e direito à privacidade e intimidade. Direito do autor. Legislação arquivística brasileira. A construção cultural de valores éticos. A natureza e os fundamentos da ética profissional. Questões éticas na gestão de documentos e arquivos. Disposições que regulamentam a profissão de arquivista. A responsabilidade social do arquivista.

 

  • Políticas Arquivísticas

Informação, informação arquivística e política. A dimensão  política dos arquivos. Políticas arquivísticas em diversos contextos organizacionais. Agentes, agências e processos das políticas arquivísticas.  Formulação, implementação e avaliação de políticas arquivísticas. Interface das políticas arquivísticas com políticas informacionais e políticas organizacionais. Interfaces das políticas arquivísticas com políticas informacionais, organizacionais, culturais, etc. Políticas arquivísticas públicas nos cenários nacional e internacional.   Políticas, sistemas e redes de arquivos. Infra-estruturais legal, humana, tecnológica.

 

  • Arquivos, Memória e Patrimônio

Memória, acervos e bens culturais. Patrimônio, cultura material e imaterial. Arquivos, memória e identidades. Arquivos como lugares de memória, lugares de informação e territórios de poder. A memória social e o esquecimento como construções político-sociais. As noções de patrimônio e patrimônio arquivístico. Políticas de memória, políticas patrimoniais e políticas arquivísticas. Processos e agentes do Estado e da sociedade na construção, utilização e desconstrução da memória arquivística.

 

  • Arquivos, Educação e Práticas Culturais

As dimensões educacional e  cultural dos arquivos. As funções culturais dos arquivos como objeto de gestão. Ações e práticas culturais nos arquivos e seus atores. O uso dos arquivos nos processos de produção cultural. Arquivos e educação patrimonial: conceitos, processos e sujeitos. Relações entre políticas arquivísticas, políticas educacionais e políticas culturais.

 

  • Arquivos e Cultura Documental

Estruturas e processos sociais mediados pela informação registrada. Categorias, classificações e conceitos como forma peculiar do pensamento ocidental. Fundamentos e sentidos da construção intelectual sobre a realidade que permitem “falar” sobre o mundo. A linguagem como elemento fundamental para a expressão e elaboração conceitual sobre a realidade, assim como para o saber e o fazer arquivísticos. Formulações e utilizações de sistemas de classificação: interrelações com as dinâmicas documentais nos processos sociais. Sociedade da Informação: novas relações culturais, linguagens e comunicabilidades.

 

Tópicos Especiais em Arquivos, Arquivologia e Sociedade I e II

Disciplinas de conteúdo variável, que visa à discussão de temas diversificados sobre as relações entre Arquivos, Arquivologia e Sociedade.

 

 

Disciplinas da Linha de Pesquisa Gestão da Informação Arquivística

 

  • Produção Documental

Os contextos de produção de documentos arquivísticos. A natureza do documento arquivístico.  Processos e produtores de documentos arquivísticos. Suportes, formatos e tipologias documentais. A Diplomática contemporânea e a análise documental. Estudo de funções e atividades dos órgãos produtores de documentos. A intervenção arquivística no processo de produção administrativa de documentos. Metodologias de levantamento da produção documental. Estudos de caso.

 

  • Avaliação e Seleção de Documentos

Princípios teóricos da avaliação de documentos. Identificação e atribuição de valores aos documentos arquivísticos. A avaliação de documentos no âmbito de uma política arquivística. Metodologias de avaliação e seleção de documentos. Principais atores do processo de avaliação. Instrumentos legais e técnico-científicos da avaliação. Modelos de Tabelas de Temporalidade. Aplicação e revisão da Tabela de Temporalidade. Estudos de caso.

 

  • Análise e Processamento da Informação Arquivística

Princípios teóricos e metodológicos para a elaboração de linguagens de representação e recuperação da informação. Fundamentos teóricos e metodológicos de organização e classificação. Princípios e métodos notacionais. Linguagens documentárias como ferramentas na indexação e recuperação de informação. Desenho de estruturas de classificação aplicáveis aos arquivos.  Normas e padrões de descrição de documentos no processamento e recuperação da informação arquivística.  Análise de conteúdo de documentos arquivísticos. Metadados e terminologia. Elaboração de instrumentos de recuperação da informação. Estudos de caso.

 

  • Usos e Usuários da Informação Arquivística

Características dos usos e usuários das informações arquivísticas em diversos contextos.  Processos, produtos e serviços de informação arquivística.  Uso das tecnologias da informação e comunicação na difusão da informação arquivística. “Marketing” e arquivos. Orientação ao usuário, serviços e produtos de referência e informação arquivísticos.  Estudo de usos,  usuários e necessidade da informação e sua aplicabilidade na gestão de documentos e arquivos. Avaliação dos serviços de referência arquivísticos. Impactos dos estudos de usos e usuários na análise e processamento da informação arquivística. Estudos de caso.

 

  • Arquivo, Documentos Digitais  e Tecnologia da Informação

Informação, arquivo, documento, documento eletrônico e documento digital. Características dos documentos digitais. Gestão arquivística de documentos digitais. Validade legal de documentos digitais. O papel das tecnologias da informação e comunicação na produção, classificação, avaliação, preservação e acesso a documentos digitais. Formatos contemporâneos de mídia digital e tecnologias da informação em mudança. Avaliação,  uso e desenvolvimento de sistemas de acesso. Identificação e aplicação de soluções tecnológicas apropriadas.  Elementos de modelagem de web design básico e banco de dados. Estudos de caso.

 

  • Preservação da Informação Arquivística

Princípios teóricos, conceituais e metodológicos da preservação da informação. A preservação da informação arquivística no contexto brasileiro e internacional. Preservação como recurso de gestão, acesso e difusão da informação. Políticas de preservação. Planejamento de preservação e a gestão de recursos humanos, tecnológicos e financeiros para preservação. Programas e Projetos para a preservação. Reformatação: microfilmagem e digitalização. Preservação de documentos digitais: estratégias, diretrizes, metadados e custódia. Estudos de caso.

 

  • Tópicos Especiais em Gestão da Informação Arquivística 1 e 2

Disciplinas de conteúdo variável, que visa à discussão de temas diversificados em Gestão da informação Arquivística