código do Google analytics UNIRIO inaugura laboratórios de física no Ibio — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Portal do Governo Brasileiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoriaImprensa

Você está aqui: Página Inicial / UNIRIO inaugura laboratórios de física no Ibio

UNIRIO inaugura laboratórios de física no Ibio

Espaços serão utilizados por alunos dos cursos de graduação em matemática, biomedicina, ciências biológicas, ambientais e da natureza, além de discentes do mestrado em Ensino de Física

A UNIRIO inaugurou dois laboratórios de física na manhã desta sexta-feira, dia 23. Os espaços, vinculados ao Instituto de Biociências (Ibio), serão utilizados para atividades de ensino na graduação e na pós, além de demonstrações experimentais para a comunidade.

Este é um marco na nossa Universidade”, ressaltou o reitor, Luiz Pedro San Gil Jutuca. “Há 40 anos, já tínhamos uma disciplina de física, que era teórica – e continuava sendo, até hoje. A partir deste momento, teremos espaço para as atividades práticas das aulas de física”, destacou.

Docente do Instituto de Biociências, o vice-reitor Ricardo Cardoso também comemorou a iniciativa. “A inauguração destas salas é muito importante para todos nós do Ibio”, salientou, adiantando: “É mais uma, de muitas realizações que ainda serão feitas pelo reitor, até o final de sua gestão”.

Impacto

O decano do Centro de Ciências Exatas e Tecnologia (CCET), Sidney Cunha de Lucena, destacou a importância dos novos laboratórios para a Escola de Engenharia de Produção, da qual faz parte. Segundo ele, a formação na área “demanda o conhecimento de física experimental”.

Além dos estudantes de engenharia, a novidade beneficiará alunos dos cursos de graduação em matemática, biomedicina, ciências biológicas, ambientais e da natureza. Há, ainda, o Programa Nacional de Mestrado Profissional em Ensino de Física, que atende prioritariamente professores da Educação Básica.

Para o chefe do Departamento de Física, Demison Motta, os conhecimentos produzidos em laboratório pelos discentes do curso de mestrado serão posteriormente empregados nas salas de aula do ensino básico. “O alcance disso é tão grande, que não é possível dimensionar”, ressaltou.


Professor Demison Motta mostra equipamento elétrico que será utilizado nos experimentos (Foto: Comso)

Dirigentes e professores da UNIRIO reunidos no Laboratório de Física II (Foto: Comso)

 


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio