Portal do Governo Brasileiro

Portal de IdentificaçãoWebmail |  Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale Conosco |  Mapa do Site

Em foco novembro

Você está aqui: Página Inicial / Reflexão sobre políticas educacionais marca primeiro dia do Encontro de Bacharelados da UNIRIO

Reflexão sobre políticas educacionais marca primeiro dia do Encontro de Bacharelados da UNIRIO

por Comunicacao UNIRIO publicado 02/07/2013 00h00, última modificação 16/07/2015 17h02

O I Encontro de Bacharelados da UNIRIO teve início na manhã desta terça-feira, 2 de julho, no auditório do Centro de Ciências Exatas e Tecnologia (CCET). Na abertura do evento, o reitor em exercício, José da Costa Filho, enfatizou a necessidade de discussão sobre as políticas públicas educacionais em meio à complexidade do contexto político atual. “É muito importante debater a universidade no momento que vivemos, marcado pelo questionamento da ordem política e por manifestações que pedem melhorias sociais”, disse.

De acordo com a pró-reitora de Graduação da UNIRIO, Loreine Hermida da Silva e Silva, é a primeira vez que a Universidade promove um evento com esse foco de discussão. A proposta, segundo ela, é reunir representantes das diferentes unidades da Instituição, para uma reflexão coletiva. “Queremos reunir todos para fazermos uma universidade pensando no que seja melhor para cada curso, dentro das políticas públicas desenvolvidas no país neste momento”, afirmou.

Já o pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa, Ricardo Silva Cardoso, ressaltou a relevância dos cursos de graduação dentro de uma universidade. Também participaram da abertura o pró-reitor de Extensão e Cultura da UNIRIO, Diógenes Pinheiro, e o decano do CCET, Luiz Amâncio Machado de Sousa.

Permanência do estudante na universidade

Em palestra, a pró-reitora de Graduação da UNIRIO refletiu sobre a consolidação da permanência e o êxito do estudante na universidade. Para Loreine Hermida, é preciso combater a evasão não só pelo prejuízo causado aos cofres públicos, mas também porque “quando o cidadão abandona o sistema educacional, o mercado deixa de ter um profissional qualificado para trabalhar".

Dificuldades financeiras, baixa qualidade da docência e não adaptação ao curso foram alguns dos motivos apontados para a evasão. Segundo a pró-reitora, outros problemas que desencadeiam o abandono do ensino superior são a localização geográfica dos campi – às vezes de difícil acesso –, o despreparo para fazer escolhas, o ingresso precoce, a distância da família e a falta de investimento na assistência estudantil.

Entre as propostas sugeridas para favorecer a permanência dos alunos estão a democratização do acesso à universidade, o investimento em mobilidade, nacional e internacional, e a realização de ações voltadas aos calouros.

O evento prossegue até a próxima quinta-feira, dia 4. Confira a programação na página http://www2.unirio.br/unirio/prograd/noticias/i-encontro-de-bacharelados-da-unirio.


Acesso a Informação Capes CNPQ