Portal do Governo Brasileiro

Portal de IdentidadeWebmail |  Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale Conosco |  Mapa do Site

Banner

Agenda de Eventos Unirio

Informativo UNIRIO Em Foco - outubro

Você está aqui: Página Inicial / Quarteto de Cordas da UFF homenageia IVL neste domingo

Quarteto de Cordas da UFF homenageia IVL neste domingo

por Comunicacao UNIRIO publicado 22/09/2017 15h25, última modificação 26/09/2017 09h00

Neste domingo, dia 24, o Quarteto de Cordas da Universidade Federal Fluminense (UFF) homenageia o Instituto Villa-Lobos (IVL) pelo aniversário de 50 anos e os 75 anos do Conservatório Nacional de Canto Orfeônico  (CNCO), que deu origem ao IVL. Na apresentação, o Quarteto de Cordas da UFF convida grupos musicais que marcam essa história: Camerata de Esquina, Big Band UNIRIO, Grupo Novo da UNIRIO (GNU), Grupo de Trompetes da UNIRIO, Quarteto de Saxofones da UNIRIO e Orquestra de Música Popular da UNIRIO. Os ingressos custam R$ 14 e R$ 7 (meia). O concerto será às 10h30, no Cine Arte UFF, em Icaraí.

O concerto integra a agenda de celebrações do IVL, que tem realizado uma série de atividades comemorativas neste mês de setembro. Para além da vasta tradição em arte e cultura, as duas instituições federais estão unidas pelas histórias dos próprios músicos do quarteto. Os violinistas Tomaz Soares e Ubiratã Rodrigues se formaram pelo IVL como bacharéis em Música na classe do professor Paulo Bosísio (violinista-fundador do Quarteto). O violista convidado, Jessé Máximo Pereira, se formou na mesma escola, na classe do renomado professor Marco Lavigne. Já o violoncelista David Chew contribuiu para o instituto como professor substituto de violoncelo.

Segundo os artistas, trazer os grupos do IVL para uma apresentação no Centro de Artes UFF significa valorizar a produção musical local e constatar que nosso país, apesar do momento de crise atual, possui instituições de excelência que resistem às adversidades e fornecem ao grande público a recriação de valiosas obras dos grandes compositores da música universal e brasileira. Para eles, a homenagem é também uma forma de reconhecer o valor inquestionável de uma instituição consagrada por, há décadas, formar tanto professores de música quanto uma infinidade de instrumentistas, cantores e regentes que impactam a cena musical do Rio de Janeiro, do país e de vários países da Europa e da América do Norte.

O CNCO foi fundado por Heitor Villa-Lobos em 1942, por meio de um decreto assinado pelo presidente Getúlio Vargas e pelo então ministro da Educação e Saúde, Gustavo Capanema. Na sequência do projeto veio a implantação, em caráter obrigatório, do canto orfeônico nas escolas, que, com o passar dos anos, foi caindo em desuso, até que em 22 de setembro de 1967 é publicado o Decreto 61.400, que transforma o CNCO numa escola de música de fato. Por esse decreto, o ministro Tarso Dutra transforma o Conservatório em Instituto Villa-Lobos, com a direção do compositor e pedagogo Reginaldo Carvalho.

(Universidade Federal Fluminense)


Acesso a Informação Capes CNPQ Imagem Rede Unirio