código do Google analytics Pró-reitores de pesquisa e pós-graduação do RJ manifestam-se sobre novas diretrizes do MCTIC e do CNPq — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Portal do Governo Brasileiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoriaImprensa

Central de Conteúdos

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

Ícone de uma filmadora na cor branca com findo azulVídeos

Você está aqui: Página Inicial / Pró-reitores de pesquisa e pós-graduação do RJ manifestam-se sobre novas diretrizes do MCTIC e do CNPq

Pró-reitores de pesquisa e pós-graduação do RJ manifestam-se sobre novas diretrizes do MCTIC e do CNPq

por Comunicação publicado 04/05/2020 12h26, última modificação 04/05/2020 12h26
Frente Rio defende integralidade da ciência e repudia atrelamento de bolsas de iniciação científica às áreas de tecnologias prioritárias

A Frente Rio, formada por pró-reitores de pós-graduação e pesquisa do Estado do Rio de Janeiro, divulgou nesta segunda-feira (4) nota em repúdio às novas diretrizes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e das Comunicações (MCTIC) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que sinalizam restrições, ou até mesmo a extinção, do fomento necessário ao avanço da pesquisa básica, tanto nas áreas de ciências exatas quanto nas humanidades.

No documento, a Frente Rio conclama o CNPq a alterar os termos constantes da pré-chamada do edital de bolsas de iniciação científica, que priorizam as áreas de tecnologias prioritárias e restringem o fomento à ciência básica e às ciências humanas.

A nota é assinada por representantes de onze instituições, entre elas a UNIRIO, representada pela pró-reitora de pós-graduação, pesquisa e inovação, Evelyn Orrico.

Leia a íntegra da nota da Frente Rio.


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio