código do Google analytics Pró-reitores de pesquisa e pós-graduação do RJ manifestam-se sobre novas diretrizes do MCTIC e do CNPq — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Portal do Governo Brasileiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoria Imprensa

Central de Conteúdos

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

icone de uma filmadora com auto falanteAudiovisual

Você está aqui: Página Inicial / Pró-reitores de pesquisa e pós-graduação do RJ manifestam-se sobre novas diretrizes do MCTIC e do CNPq

Pró-reitores de pesquisa e pós-graduação do RJ manifestam-se sobre novas diretrizes do MCTIC e do CNPq

por Comunicação publicado 04/05/2020 12h26, última modificação 04/05/2020 12h26
Frente Rio defende integralidade da ciência e repudia atrelamento de bolsas de iniciação científica às áreas de tecnologias prioritárias

A Frente Rio, formada por pró-reitores de pós-graduação e pesquisa do Estado do Rio de Janeiro, divulgou nesta segunda-feira (4) nota em repúdio às novas diretrizes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e das Comunicações (MCTIC) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que sinalizam restrições, ou até mesmo a extinção, do fomento necessário ao avanço da pesquisa básica, tanto nas áreas de ciências exatas quanto nas humanidades.

No documento, a Frente Rio conclama o CNPq a alterar os termos constantes da pré-chamada do edital de bolsas de iniciação científica, que priorizam as áreas de tecnologias prioritárias e restringem o fomento à ciência básica e às ciências humanas.

A nota é assinada por representantes de onze instituições, entre elas a UNIRIO, representada pela pró-reitora de pós-graduação, pesquisa e inovação, Evelyn Orrico.

Leia a íntegra da nota da Frente Rio.


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio