Portal do Governo Brasileiro

Portal de IdentificaçãoWebmail |  Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale Conosco |  Mapa do Site

PPGAN

Você está aqui: Página Inicial / Passados Presentes: aplicativo refaz trajetos da escravidão e do tráfico negreiro no Rio de Janeiro

Passados Presentes: aplicativo refaz trajetos da escravidão e do tráfico negreiro no Rio de Janeiro

por Comunicacao UNIRIO publicado 30/03/2016 08h30, última modificação 30/03/2016 11h23

Reconhecer o legado cultural da presença africana no Brasil e estimular o turismo de memória no Rio de Janeiro, relacionado ao tráfico atlântico de escravos no estado. Esses são os principais objetivos do projeto Passados Presentes – Memória da Escravidão no Brasil, coordenado pelas professoras Hebe Mattos e Martha Abreu, da UFF, e Keila Grinberg, da Escola de História da UNIRIO.

A iniciativa reúne quatro roteiros, acessados por meio de um aplicativo para celular, que conduzem o visitante a locais emblemáticos para o tráfico negreiro e a história da escravidão no Brasil. No próximo sábado, 2 de abril, acontece o lançamento do roteiro Pequena África, realizado no centro da cidade do Rio de Janeiro.

Os demais trajetos incluem o quilombo do Bracuí, em Angra dos Reis; o quilombo de São José, em Valença; e a cidade de Pinheiral, que, assim como Valença, integra a região do Vale do Paraíba.

Cada circuito incluirá uma exposição permanente sobre a história e cultura locais. Nos quilombos e em Pinheiral, os pontos de memória foram identificados pelos moradores, descendentes diretos da última geração de africanos, em parceria com as historiadoras que coordenam o projeto.

Os pontos de interesse histórico estão sinalizados com a marca Passados Presentes e um código QR, que pode ser lido pelo aplicativo no celular, com informações sobre o local.

O lançamento do roteiro Pequena África será no Museu de Arte do Rio, a partir das 10h, com saída para percorrer o trajeto histórico. O evento é aberto a todos os interessados.


Acesso a Informação Capes CNPQ