Portal do Governo Brasileiro

Portal de IdentificaçãoWebmail |  Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale Conosco |  Mapa do Site

NAU

Você está aqui: Página Inicial / Evento internacional na UNIRIO discute linguagem especializada no campo da Museologia

Evento internacional na UNIRIO discute linguagem especializada no campo da Museologia

por Comunicacao UNIRIO publicado 15/08/2013 12h00, última modificação 02/06/2015 09h26

Com a presença do presidente do Conselho Internacional de Museus (Icom, na sigla em inglês), Hans-Martin Hinz, a UNIRIO sediou na tarde desta quinta-feira, 15 de agosto, uma sessão conjunta dos comitês de Museologia (Icofom), de Formação de Pessoal (Ictop) e de Documentação (Cidoc), integrantes do Icom. O evento, com tema “Explorando a terminologia da Museologia: Do conceito à transferência de informação”, faz parte da programação oficial da 23ª Conferência Geral do Icom, que acontece até sábado no Rio de Janeiro.

Hanz-Martin Hinz e o vice-reitor da UNIRIO, José da Costa Filho, abriram o evento, dando as boas-vindas aos participantes, que lotaram o auditório Vera Janacopulos, na Urca. Em seguida, a coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio (PPG-PMUS) e organizadora da sessão, Tereza Scheiner, apresentou algumas questões para provocar a reflexão: o que é e qual a importância da linguagem especializada, especialmente para o campo da Museologia e do Patrimônio?

Também presente na mesa de abertura, a diretora da Escola de Museologia da UNIRIO, Elizabete Mendonça, ressaltou a importância de receber especialistas para refletir sobre um aspecto tão importante como o da terminologia. “Estamos em um momento de crescimento, visibilidade e valorização dos estudos na área da Museologia. Por isso esse debate de hoje, sobre termos e conceitos, se faz fundamental”, observou.

Representante da Rede de Pesquisadores e Professores de Museologia, Carlos Costa destacou que as discussões propostas pela sessão conjunta convergem com os interesses da rede. “Embora haja uma consolidação do ensino e da pesquisa em Museologia, existe uma incompreensão de suas especificidades, em especial no que se refere ao reconhecimento do campo do ensino da Museologia”, afirmou Costa.

O primeiro painel de discussão desta quinta-feira reuniu os especialistas Darko Babic, da Universidade de Zagreb (Croácia), Martin Schaerer, do Comitê Internacional de Ética para Museus, Richard Sandell, da Universidade de Leicester (Reino Unido), e Eiji Mizushima, da Universidade de Tsukuba (Japão). Eles debateram a qualificação de profissionais para museus e a importância da linguagem de especialização e de sua adequação a interfaces globais.

Já as questões técnicas e práticas da pesquisa terminológica e sua relevância para os sistemas de documentação em museus foram o tema do segundo painel, com a participação de Ann Davis, da Universidade de Calgary (Canadá), François Mairesse, da Universidade de Paris 3 (França), Nicholas Crofts, da Direção de Sistemas de Informação da Suíça, e de Lena Vania Pinheiro, do Ibcti e do PPG-PMUS.

registrado em: ,

Acesso a Informação Capes CNPQ