Portal do Governo Brasileiro

Portal de IdentificaçãoWebmail |  Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale Conosco |  Mapa do Site

NAU

Você está aqui: Página Inicial / Docentes avaliadores ressaltam qualidade dos trabalhos apresentados na JIC

Docentes avaliadores ressaltam qualidade dos trabalhos apresentados na JIC

por Comunicacao UNIRIO publicado 23/08/2013 00h00, última modificação 02/06/2015 09h22

Em reunião realizada na manhã desta sexta-feira, dia 23, no auditório Vera Janacopulos, os docentes avaliadores da 12ª Jornada de Iniciação Científica (JIC) da UNIRIO expuseram à comunidade universitária suas impressões a respeito dos trabalhos apresentados. “Esse é um momento muito importante, pois é a hora de os alunos receberem o feedback de sua pesquisa – os elogios e também as críticas, pois isso faz parte do processo de produção científica”, disse o pró-reitor de Pesquisa da UNIRIO, Ricardo Cardoso.

Participaram do evento tanto professores da Universidade membros da Comissão de Avaliação da JIC, quanto avaliadores externos do CNPq. O professor Pedro Palha, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP), analisou separadamente a organização da Jornada, o trabalho desenvolvido pelos docentes orientadores e a pesquisa apresentada pelos discentes.

“Percebi que a maioria dos orientadores estavam presentes, apoiando os alunos durante a apresentação”, ressaltou o professor. Já os estudantes, segundo ele, demonstraram excelente desenvoltura, apresentando as pesquisas com maturidade, capacidade de ouvir críticas, refletir e pensar em novos rumos a serem seguidos. “A Jornada também foi muito bem organizada, pois tivemos a oportunidade de acessar o site do evento e conferir toda a programação e os trabalhos”, comentou. Palha também salientou a qualidade dos projetos apresentados, o que “demonstra o potencial da Universidade para pesquisa”.

A professora do Departamento de Educação da PUC-Rio, Rosália Duarte, também destacou a qualidade dos trabalhos, com bons relatórios de pesquisa, diálogo entre teoria e empiria, segurança na apresentação, domínio do conteúdo, boa síntese exibida nos slides e alto investimento pessoal do aluno na pesquisa. Além disso, para ela, o evento proporciona um rico diálogo entre os bolsistas de iniciação científica e os demais estudantes.

Já a professora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Leilah Santiago Bufrem apontou a grande variedade de opções metodológicas e temáticas apresentas pelos alunos. “A iniciação científica tem sido muito mais valorizada no país”, comemora. O professor de História da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) Gilvan Ventura da Silva também salientou a diversidade dos temas apresentados, o que, segundo ele, evidencia “o envolvimento do corpo docente como um todo”. Gilvan propôs a realização de mais apresentações orais, viabilizada por meio da redução do tempo destinado a cada trabalho, atualmente de 30 minutos.

registrado em:

Acesso a Informação Capes CNPQ