Portal do Governo Brasileiro

Portal de IdentificaçãoWebmail |  Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale Conosco |  Mapa do Site

Em foco novembro

Você está aqui: Página Inicial / Novo Código Florestal não garante preservação do meio ambiente, dizem debatedores no CCET

Novo Código Florestal não garante preservação do meio ambiente, dizem debatedores no CCET

por Comunicacao UNIRIO publicado 20/10/2015 12h45, última modificação 26/10/2015 13h25

O Novo Código Florestal, sancionado em 2012, foi tema de debate promovido pela Escola de Engenharia de Produção na noite desta segunda-feira, dia 19, no Centro de Ciências Exatas e Tecnologia (CCET). Participaram da discussão o biólogo Ricardo Silva Cardoso, vice-reitor da UNIRIO, e o engenheiro agrônomo Roberto Resende, presidente da ONG Iniciativa Verde. O decano do CCET, Luiz Amâncio, atuou como mediador.

O evento, que integrou a programação da 13ª Semana de Integração Acadêmica (SIA), teve início com a exibição do filme A Lei da Água (André D’Elia, 2014), documentário que relaciona o novo Código Florestal à crise hídrica no Brasil. Produzido por organizações do movimento ambientalista, o filme evidencia a importância das florestas para a preservação dos recursos hídricos do país.

Após a exibição, os debatedores abordaram a temática, respondendo a perguntas do público sobre conscientização do consumidor, divisão administrativa da terra e aplicação política de instrumentos tecnológicos voltados para a produção agropecuária sustentável, entre outros assuntos.

“Acreditamos na interseção entre os aspectos social e ambiental”, disse Roberto Resende. Segundo ele, a discussão sobre o novo Código com cientistas e ambientalistas foi limitada. “É preciso debater não apenas no âmbito político, mas abordar, também, o aspecto técnico, buscando soluções tecnológicas de baixo custo”, apontou. “A própria questão dos alimentos orgânicos passa pelo conhecimento: é preciso desmistificar o processo de produção”.

O vice-reitor, Ricardo Cardoso, também criticou o novo Código Florestal. “Queremos trazer soluções para os mananciais, mas os políticos não parecem estar preocupados com isso, pois preferem fazer lobby para o agronegócio e para a indústria de agrotóxicos”, lamentou. “Não há uma preocupação com a cadeia alimentar e com o acúmulo nos tecidos humanos de substâncias tóxicas capazes de causar problemas como o câncer”.

O filme A Lei da Água está disponível na internet.

A 13ª SIA prossegue até sábado, dia 24, com palestras, seminário, minicursos, conferência internacional e apresentação de trabalhos de monitoria, pesquisa e extensão. Confira a programação completa.

(Gabriella Praça/Comso)

Da esquerda para a direita: vice-reitor, Ricardo Cardoso; decano do CCET, Luiz Amâncio; e presidente da ONG Iniciativa Verde, Roberto Resende (Foto: Comso)

registrado em:

Acesso a Informação Capes CNPQ