código do Google analytics Alimentação saudável — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Portal do Governo Brasileiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoriaImprensa

Central de Conteúdos

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

icone de uma filmadora com auto falanteAudiovisual

Você está aqui: Página Inicial / Alimentação saudável

Alimentação saudável

por Comunicação publicado 15/09/2020 13h22, última modificação 15/09/2020 13h24
Projeto pioneiro da Escola de Nutrição, com apoio da equipe do HUGG, leva sabores e saberes para os profissionais da linha de frente no combate ao novo coronavírus

Quem passava pelos corredores do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle (HUGG), pertencente à Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), durante a última semana de agosto, deparou-se com uma cena inusitada. Em comemoração ao dia do nutricionista, 31 de agosto, a equipe pioneira do recém-criado “Programa de Educação em Saúde, com ênfase em Gastronomia”, idealizado pela Prof. Dra. Taissa Lima, da Escola de Nutrição da UNIRIO, com apoio daunidade de Nutrição do HUGG, elaborou uma ação de distribuição de brigadeiros funcionais para os profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia de COVID-19:

Em tempos de dissabores, esta parceria é um verdadeiro alento, visto que além de benefícios à saúde física, já que a composição dos brigadeiros é de biomassa de banana verde, o alimento conforta, aconchega e alivia. Este é o princípio do programa: compartilhar sabores e saberes sobre a terapêutica da culinária saudável, como ferramenta para profissionais da saúde, universitários, residentes, chefs de cozinha e apaixonados por gastronomia como um todo. Em suma, um projeto que visa a sistematização, aprimoramento e troca de expertise com a rede pública de Saúde”, explicou Taissa Lima.

Os profissionais contemplados com a sobremesa foram pegos de surpresa ao saberem da constituição do brigadeiro, já que acreditavam se tratar de uma receita tradicional:

Não informamos que era uma versão saudável, apenas após ingerirem foi explicado. O resultado foi o melhor possível, já que todos gostaram bastante! Além do que, pudemos fazer um reconhecimento devido a esses colaboradores que tanto se expõem aos riscos inerentes da função exercida. Houve alguns que rememoraram, inclusive, o contato com a família ao provarem o brigadeiro”, finalizou a coordenadora do projeto.

Em breve, o projeto será expandido e lançado em plataforma digital, abordando a temática “Culinária Terapêutica & Imunidade: na linha de frente do combate à pandemia”. Para mais informações, acesse: www.cbe-saude.com.br ou rede social @culinariabaseadaemevidencias.

(Assessoria de Comunicação Ebserh/HUGG)


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio