Você está aqui: Página Inicial / Perfil do Discente

Perfil do Discente

Cabeçalho do portal PPGENF

 

O perfil pretendido para o egresso do PPGENF/UNIRIO é de que ele seja capaz de:

1) Atuar nos processos educativo, assistencial e de investigação, com ênfase na produção de conhecimento inovador, a partir de referenciais teóricos-metodológicos;

2) Ter habilidade na escolha e análise da literatura de aderência para a discussão dos achados na produção do conhecimento;

3) Respeitar os princípios éticos que envolvem as pesquisas em suas dimensões legal, social e humana ao articular os fenômenos achados e investigados;

4) Implementar intervenções e avaliações dos resultados nas ações das instituições de saúde e de participação ativa nas políticas de saúde com ênfase na enfermagem. 

Isto implica que o mestre formado pelo PPGENF da UNIRIO tem competências científicas e/ou profissionais para: 

1) Preparar, proferir e fazer análise crítica-reflexiva da realidade sócio-político-cultural e da prática profissional em eventos científicos ou similares na área de conhecimento titulado, com argumentos de cunho técnico-científico;

2) Participar em GP, de forma crítica-reflexivo com contribuição para o avanço inovador para os participantes, por meio do domínio do estado da arte da sua temática/área de atuação;

3) orientar na Iniciação Científica, Trabalho de Conclusão de Curso na Graduação e Pós-Graduação Latu sensu no campo da saúde, com ênfase na enfermagem, com articulação inter e/ou transdisciplinar;

4) Elaborar e contribuir na produção do conhecimento (papers, artigos para periódicos científicos e sociais, capítulos de livros e livros) e difusão do conhecimento da saúde, com foco na enfermagem, em nível regional, nacional com olhar direcionado para os aspectos internacionais, rumo à prática inter e/ou transdisciplinar;

5) Argumentar com capacidade de dialogar e sustentar discussão, em sua qualificação no título de mestre, perante seus pares na comunidade científica, com perspectivas de influenciar na construção de parcerias ou redes na produção de conhecimento e tecnologia para o cuidado, tendo por efeito influenciar a adoção de novos saberes e fazeres para o campo da prática e ensino do cuidado de enfermagem, inclusive inter e/ou transdisciplinar e;

6) Projetar a construção de projeto de carreira, articulando os aspectos acadêmicos, na vida profissional na assistência, na política e no campo científico, considerando a experiência profissional, necessidades pessoais, potencial de liderança e inserção no mundo do trabalho.