código do Google analytics Professores e dirigentes da UNIRIO se reúnem com comitiva da Universidade Pedagógica de Moçambique — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Portal do Governo Brasileiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoriaImprensa

Central de Conteúdos

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

Ícone de uma filmadora na cor branca com findo azulVídeos

Você está aqui: Página Inicial / Professores e dirigentes da UNIRIO se reúnem com comitiva da Universidade Pedagógica de Moçambique

Professores e dirigentes da UNIRIO se reúnem com comitiva da Universidade Pedagógica de Moçambique

por comunicacao — publicado 15/05/2014 16h55, última modificação 17/05/2014 00h54
No encontro, foram discutidas novas possibilidades de cooperação entre as duas instituições

A UNIRIO recebeu na manhã desta quinta-feira, dia 15 de maio, a visita de uma comitiva da Universidade Pedagógica de Moçambique (UP), liderada pelo reitor da Instituição, Rogério José Uthui. Em reunião com professores e dirigentes de diversos departamentos da UNIRIO, além do reitor, Luiz Pedro San Gil Jutuca, o grupo discutiu novas possibilidades de cooperação entre as duas instituições. 

Segundo Uthui, a contratação de professores para lecionarem no curso de Medicina da UP está entre as demandas mais urgentes, já que a recém-criada Faculdade de Ciências da Saúde inicia suas atividades em fevereiro de 2015. “Precisamos definir os docentes das disciplinas do ciclo básico”, salientou. A proposta é oferecer 60 vagas por ano.

Presente na reunião, o diretor do Instituto Biomédico (IB) da UNIRIO, Marcello Xavier Sampaio, destacou que a Universidade tem muito a contribuir para o curso de Medicina da UP, tanto fazendo inserções e aperfeiçoamentos curriculares, quanto auxiliando na determinação da estrutura física da Faculdade. “Como estão partindo do zero, vocês têm a oportunidade de construir um modelo próprio de formação, que atenda satisfatoriamente às demandas específicas do sistema de saúde do país”, observou.

Mobilidade

Também foi abordada a possibilidade de que professores e alunos de doutorado da UNIRIO atuem nos cursos oferecidos pela UP. “Para o estudante de doutorado seria uma oportunidade muito interessante, pois ele poderia passar seis meses em Moçambique, lecionando na graduação”, apontou Uthui. O reitor Jutuca observou que “essa mobilidade, tanto estudantil quanto de professores, é uma troca muito rica”.

Já o diretor da Escola de Teatro da UNIRIO, Luciano Maia, ressaltou que a extensão universitária deve fazer parte das ações de cooperação entre as duas instituições. “Brasil e Moçambique têm problemas sociais similares, devido à grande desigualdade social que apresentam”, lembrou.

O reitor Jutuca sugeriu a criação de projetos pedagógicos que estabeleçam de que maneiras a UNIRIO pode contribuir para a UP. A partir da definição dos objetivos, serão elaborados os termos aditivos ao acordo de cooperação entre as duas instituições, firmado em 2010.

Para discutir as questões referentes à área da Saúde, formou-se um grupo menor, com cinco representantes da UNIRIO – entre eles, a decana do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), Ana Maria Wandelli. O grupo deu prosseguimento à reunião, debatendo com a comitiva, entre outros temas, a realização de cursos para formação de técnicos de laboratório em convênio bilateral e a análise da matriz curricular do curso de Medicina da universidade africana.

 Reunião definiu o desenvolvimento de projetos pedagógicos que estabeleçam os termos de cooperação entre UNIRIO e UP (Foto: Comso)


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio