código do Google analytics Nota dos reitores das universidades federais do Rio de Janeiro — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Portal do Governo Brasileiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoriaImprensa

Central de Conteúdos

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

Ícone de uma filmadora na cor branca com findo azulVídeos

Você está aqui: Página Inicial / Nota dos reitores das universidades federais do Rio de Janeiro

Nota dos reitores das universidades federais do Rio de Janeiro

por comunicacao — publicado 07/10/2013 12h05, última modificação 07/10/2013 14h50
"Como representantes de instituições formadoras de um número expressivo de professores que atuam na rede pública somos instados a nos posicionar, repudiando atos que colocam em risco a integridade física e emocional de profissionais que são responsáveis pela formação de crianças e jovens"

Os reitores das universidades federais do Rio de Janeiro vêm a público expressar a sua preocupação e indignação com os atos violentos praticados contra professores da rede municipal do Rio de Janeiro, categoria que se encontra em greve há mais de 50 dias, reivindicando direitos, salários e condições de trabalho dignas, se orientando na perspectiva da educação pública de qualidade. O direito à reivindicação deve ser garantido, e o diálogo é sempre a forma mais efetiva e qualificada para conduzir a bom termo processos de negociação. Como representantes de instituições formadoras de um número expressivo de professores que atuam na rede pública somos instados a nos posicionar, repudiando atos que colocam em risco a integridade física e emocional de profissionais que são responsáveis pela formação de crianças e jovens que representam o futuro de nosso estado e do país. 

Encarecemos aos poderes constituídos do Estado do Rio de Janeiro, sobretudo a Câmara de Vereadores, que representa os munícipes do Rio de Janeiro, que se sensibilizem com as demandas apresentadas pelos professores e abram canais efetivos de negociação de forma a que um legítimo plano de carreira represente os anseios do conjunto dos trabalhadores da educação e permitam o retorno à normalidade das atividades, garantindo que o processo educativo, tão necessário e primordial, se efetive e possamos oferecer à sociedade o ensino de qualidade pelo qual tanto lutamos e almejamos.

Rio de Janeiro, 2 de outubro de 2013

Ana Maria Dantas Soares – Reitora da UFRRJ
Carlos Henrique Figueiredo Alves – Diretor-geral do Cefet–RJ
Carlos Antônio Levi da Conceição – Reitor da UFRJ
Luiz Pedro San Gil Jutuca – Reitor da UniRio
Roberto de Souza Salles – Reitor da UFF


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio