código do Google analytics Cirurgião que fez primeiro transplante de pâncreas no mundo será homenageado nesta sexta-feira, no HUGG — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Portal do Governo Brasileiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoriaImprensa

Central de Conteúdos

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

Ícone de uma filmadora na cor branca com findo azulVídeos

Você está aqui: Página Inicial / Cirurgião que fez primeiro transplante de pâncreas no mundo será homenageado nesta sexta-feira, no HUGG

Cirurgião que fez primeiro transplante de pâncreas no mundo será homenageado nesta sexta-feira, no HUGG

por comunicacao — publicado 29/05/2019 15h30, última modificação 31/05/2019 12h03
Procedimento foi feito em 1968, quando Edison Dias Teixeira era o único brasileiro participante da sociedade internacional de transplantes de órgãos

O professor Edison Dias Teixeira, responsável pelo primeiro transplante de pâncreas no mundo, em 25 de maio de 1968, será homenageado, nesta sexta-feira, dia 31, às 15h, no Anfiteatro Geral do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle (HUGG). Edison foi professor adjunto de cirurgia da Escola de Medicina e Cirurgia, além de ocupante do cargo de diretor do Departamento de Pós-Graduação e Pesquisa da Pró-Reitoria Acadêmica da Instituição.

O procedimento pioneiro foi realizado no Hospital Silvestre, no Rio de janeiro, e teve como paciente original Arari Charbel Rios, que na ocasião tinha diabetes, magreza extrema, cegueira e possibilidade de morte pelo não funcionamento do pâncreas, órgão que regula a quantidade de açúcar no organismo.

Na ocasião, Edison Teixeira era o único médico brasileiro participante da sociedade internacional de transplantes de órgãos e o trabalho de pesquisa sobre este procedimento havia sido feito em sigilo.

Confira aqui o vídeo da entrevista concedida no dia do transplante pela equipe de cirurgia.

O Hospital Universitário Gaffrée e Guinle é localizado na Rua Mariz e Barros, 775, Maracanã.

(Assessoria de Comunicação do HUGG)


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio