Você está aqui: Página Inicial / Perguntas frequentes

Perguntas

 

1. O QUE É EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA?
A Extensão Universitária é o processo educativo, cultural e científico que articula o Ensino e a Pesquisa de forma indissociável e viabiliza a relação transformadora entre universidade e sociedade. A Extensão é uma via de mão dupla, com trânsito assegurado à comunidade acadêmica, que encontrará, na sociedade, a oportunidade de elaboração da práxis de um conhecimento acadêmico. No retorno à Universidade, docentes e discentes trarão um aprendizado que, submetido à reflexão teórica, será acrescido àquele conhecimento. Esse fluxo, que estabelece a troca de saberes sistematizados, acadêmico e popular, terá como consequência: a produção do conhecimento resultante do confronto com a realidade brasileira e regional; a democratização do conhecimento acadêmico e a participação efetiva da comunidade na atuação da Universidade. Além de instrumentalizadora desse processo dialético de teoria/prática, a Extensão é um trabalho interdisciplinar que favorece a visão integrada do social.


2. QUE DIRETRIZES PAUTAM A EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA?
Impacto e transformação: estabelecimento de uma relação entre a Universidade e outros setores da Sociedade, com vistas a uma atuação transformadora, voltada para os interesses e necessidades da maioria da população e implementadora de desenvolvimento regional e de políticas públicas. Essa diretriz consolida a orientação para cada ação da Extensão Universitária: frente à complexidade e a diversidade da realidade, é necessário eleger as questões mais prioritárias, com abrangência suficiente para uma atuação que colabore efetivamente para a mudança social. Definida a questão, é preciso estudá-la em todos seus detalhes, formular soluções, declarar o compromisso pessoal e institucional pela mudança, e atuar;

Interação dialógica: desenvolvimento de relações entre universidade e setores sociais marcadas pelo diálogo, pela ação de mão-dupla, de troca de saberes, de superação do discurso da hegemonia acadêmica – que ainda marca uma concepção ultrapassada de extensão: estender à sociedade o conhecimento acumulado pela universidade – para uma aliança com movimentos sociais de superação de desigualdades e de exclusão;

Interdisciplinaridade: caracterizada pela interação de modelos e conceitos complementares, de material analítico e de metodologias, buscando consistência teórica e operacional que estruture o trabalho dos atores do processo social e que conduza à interinstitucionalidade, construída na interação e inter-relação de organizações, profissionais e pessoas; 

Indissociabilidade ensino – pesquisa – extensão: reafirmando a extensão como processo acadêmico – justificando-lhe o adjetivo “universitária” –, em que toda ação de extensão deverá estar vinculada ao processo de formação de pessoas e de geração de conhecimento, tendo o aluno como protagonista de sua formação técnica para obtenção de competências necessárias à atuação profissional, e de sua formação cidadã – reconhecer-se agente da garantia de direitos e deveres, assumindo uma visão transformadora e um compromisso. Na aplicação dessa diretriz abre-se um capítulo especial, o da participação da Extensão Universitária na flexibilização da formação discente, contribuindo para a implementação das diretrizes curriculares nacionais, com reconhecimento de ações de extensão no processo curricular, com atribuição de créditos acadêmicos.

3. QUAIS SÃO AS AÇÕES DE EXTENSÃO?
As ações de extensão são classificadas em programa e projeto. Curso, evento, prestação de serviços e outras ações devem estar integradas a projetos ou programas.

.
4. O QUE É UM PROGRAMA DE EXTENSÃO?
Programa de Extensão é um conjunto articulado de projetos e contendo ações de extensão (cursos, eventos, prestação de serviços), e preferencialmente integrando-as em pesquisa e ensino. Tem caráter orgânico-institucional, clareza de diretrizes e orientação para um objetivo comum, sendo executado a médio e longo prazo.

5. O QUE É UM PROJETO DE EXTENSÃO?
Projeto de Extensão é uma ação processual e contínua de caráter educativo, social, cultural, científico ou tecnológico, com objetivo específico e prazo determinado. Um Projeto de Extensão pode acontecer isoladamente ou pode ser vinculado a um Programa de Extensão (forma preferencial).

6. O QUE É UM CURSO DE EXTENSÃO?
O Curso de Extensão consiste em uma ação pedagógica, de caráter teórico e/ou prático, presencial ou à distância, planejada e organizada de modo sistemático, com carga horária mínima de 8 horas e critérios de avaliação definidos. As ações que, porventura, tenham a mesma natureza de curso, porém com carga horária inferior a 8 horas são consideradas como Evento de Extensão.

7. O QUE É UM EVENTO DE EXTENSÃO?
O Evento de Extensão consiste em uma ação que implica na apresentação e/ou exibição pública, livre ou com clientela específica, do conhecimento ou produto cultural, artístico, esportivo, científico e tecnológico desenvolvido, conservado ou reconhecido pela Universidade.

8. O QUE É UMA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS?
A Prestação de Serviço enquanto ação de extensão é a realização de trabalho oferecido pela Instituição de Educação Superior ou contratado por terceiros (comunidade, empresa, órgão público, etc.); a prestação de serviços se caracteriza por intangibilidade, inseparabilidade processo/produto e não resulta na posse de um bem. Quando a prestação de serviço é oferecida como curso ou projeto de extensão deve ser registrada como tal (curso inserido em um Programa ou projeto).

9. O QUE SÃO PUBLICAÇÕES E PRODUTOS DE EXTENSÃO? SÃO TAMBÉM CARACTERIZADAS COMO AÇÃO DE EXTENSÃO?
Caracterizam-se como a produção de publicações e produtos acadêmicos decorrentes das ações de extensão, para difusão e divulgação cultural, científica ou tecnológica. Embora não sejam consideradas como ações de extensão – na realidade, o processo de sua produção é parte da implementação da ação de extensão, gerando-as como resultado. De uma ação, podemos gerar vários produtos, como vídeo, folder, relato de experiência, etc.

 
10. DE QUE FORMA AS AÇÕES DE EXTENSÃO SE RELACIONAM?
A sistematização das ações de extensão em programas constitui-se em uma das melhores soluções para o cumprimento das diretrizes de impacto, interação social dialógica e construção de parcerias, interdisciplinaridade e integração ensino/pesquisa/extensão.
Os programas estruturados por seus projetos podem oferecer outras ações de extensão, tais como cursos, eventos, prestação de serviços e elaboração e publicação/difusão de produtos acadêmicos, relacionadas à Linha de Extensão à qual atende o programa. Muitas dessas ações, desenvolvidas em parceria pelos projetos e seus participantes, tem forte ação consolidadora do programa.

Ademais, como a forma de vincular um Projeto a um Programa não é obrigatória, mas preferencial, é totalmente possível a existência de Projetos autônomos. Estes projetos devem seguir à Linha de Extensão e Área Temática proposta (área temática principal e as demais áreas secundárias). Podem ainda oferecer de forma vinculada ao Projeto, outras ações (cursos, eventos, prestação de serviços e elaboração e publicação/difusão de produtos acadêmicos).

11. O QUE PRECISO FAZER PARA CADASTRAR UMA AÇÃO DE EXTENSÃO?
Para cadastrar uma ação de extensão é necessário ter vinculo com à UNIRIO, possuir alguma titulação como  Especialização, Mestrado ou Doutorado. Aguardar os editais e submeter dentro do prazo indicado seu Projeto ou Programa.

12. QUAL SÃO OS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA CADASTRAR UMA AÇÃO DE EXTENSÃO?
Todos aqueles listados em editais liberados pela pró-Reitoria de Extensão. Em geral um plano de Ação, ata do departamento ou unidade aprovando inicialmente sua dedicação a ele, Lattes atualizado.

13. PRECISO ENTREGAR ALGUM DOCUMENTO MENSAL RELATIVO À AÇÃO DESENVOLVIDA?
Não. A assinatura de um termo de coordenação do Projeto ou programa informa que é de responsabilidade do coordenador acompanhar as atividades do bolsista e de seus colaboradores, devendo informar qualquer irregularidade à PROExC.


14. PRECISO ENTREGAR ALGUM DOCUMENTO QUANDO DO TÉRMINO DA AÇÃO OU DO ANO? QUAIS?
Primeiramente, esclarecemos que embora algumas ações tenham período de realização iniciando no ano em curso e terminando nos anos posteriores o cadastramento, as informações prestadas se dão de forma anual.

Desta forma, quando do término da Ação (Programa, Projeto, Evento, Curso ou Prestação de Serviços) ou do período informado no edital, será necessária a apresentação de relatório entregue eletronicamente e impresso, devidamente preenchido e assinado.


15. COMO É O PROCEDIMENTO PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE EXTENSÃO?
O procedimento segue as normas estabelecidas em edital publicado anualmente quanto a cotas institucionais, e publicado na página da UNIRIO. A distribuição destas cotas por programas e projetos é estabelecida através da última câmara do ano, geralmente.

16. COMO É O PROCEDIMENTO PARA EMISSÃO DE DECLARAÇÕES?
Cabe ao coordenador informar à PROExC os participantes dos Programas e Projetos e indicar suas funções, enquanto o projeto ou programa estiver ativo. Isto permite ao sistema eletrônico emitir diretamente do sistema a declaração solicitada. Para colaborador externo, o CPF é fundamental para localização do mesmo.

 

REFERÊNCIA: Extensão Universitária: organização e sistematização / Fórum de Pró-Reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras; Organização: Edison José Corrêa. Coordenação Nacional do FORPROEX. -- Belo Horizonte: Coopmed, 2007.