código do Google analytics Projeto de Extensão da UNIRIO e ONG SOS Mata Atlântica iniciam parceria — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Portal do Governo Brasileiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoriaImprensa

Central de Conteúdos

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

Ícone de uma filmadora na cor branca com findo azulVídeos

Você está aqui: Página Inicial / Projeto de Extensão da UNIRIO e ONG SOS Mata Atlântica iniciam parceria

Projeto de Extensão da UNIRIO e ONG SOS Mata Atlântica iniciam parceria

por comunicacao — publicado 13/10/2016 08h00, última modificação 14/10/2016 13h14
Monitoramento das águas do rio Cascata e educação ambiental fazem parte do acordo de cooperação

O programa de extensão Tecendo Saberes: Escola e Comunidade na Gestão Ambiental local, coordenado pelo professor Daniel Fonseca de Andrade, iniciou uma parceria com a Organização Não Governamental SOS Mata Atlântica, com o objetivo de participar do projeto “Observando os Rios”, desenvolvido pela ONG em vários estados do Brasil.

 A primeira ação, após o fechamento da parceria, ocorreu no dia 7 de outubro, na Escola Municipal Jornalista Brito Broca, na Tijuca. Na ocasião, foi assinado um terno de cooperação envolvendo a escola, o Posto de Saúde e um agente ambiental local com o objetivo de formar um coletivo responsável pelo monitoramento da água do rio Cascata, que corta a comunidade do Morro da Formiga, localizado no mesmo bairro.

Após uma apresentação sobre o projeto “Observando os Rios”, os participantes receberam um Kit de coleta de água e foram até o rio Cascata realizar a primeira coleta do monitoramento e também exercitar o uso do Kit.

De acordo com o professor Daniel Fonseca estão previstas outras atividades pedagógicas com estudantes e moradores da região. “O objetivo dessas ações é estimular o envolvimento de todos na gestão comunitária do corpo hídrico. Por isso, estamos trabalhando na construção de um cronograma coletivo de atuação. A ideia é que o processo de monitoramento seja também utilizado como abordagem pedagógica para a educação ambiental da região”, explicou.


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio