Portal do Governo Brasileiro

Portal de IdentificaçãoWebmail |  Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale Conosco |  Mapa do Site

PPGAN

Você está aqui: Página Inicial / Projeto da Escola de Teatro resgata o papel da opereta na formação do teatro brasileiro

Projeto da Escola de Teatro resgata o papel da opereta na formação do teatro brasileiro

por Comunicacao UNIRIO publicado 04/11/2012 00h00, última modificação 09/07/2015 12h49

Um projeto desenvolvido no Laboratório Espaço de Estudos sobre o Cômico (Leec), do Centro de Letras e Artes (CLA/UNIRIO), está fazendo um mapeamento da opereta na formação do teatro no Brasil. O estudo "Mapa da opereta no Brasil na segunda metade do século XIX e primeiras décadas do século XX", objeto de pesquisa de Pós-Doutorado do Prof. Paulo Maciel, é o primeiro desdobramento do programa História cultural das artes cênicas no Brasil: programa interdisciplinar de estudos sobre as relações música e teatro, coordenado pela Profa. Maria de Lourdes Rabetti, a Beti Rabetti, que é também coordenadora do Leec.

O objetivo é compreender o significado da opereta na história do teatro brasileiro do século XIX, no contexto político do Segundo Reinado (1840-1889), nas primeiras décadas da República Velha e sua contribuição para o chamado “teatro musicado” no Brasil. O estudo investiga acervos musicais em busca de partituras e libretos que tenham surgido ou ganho destaque na época, com observação dos padrões estruturais do gênero, no que diz respeito à composição, aos temas desenvolvidos e às matrizes musicais. Dentre as peças recuperadas estão a partitura com os arranjos originais de A capital federal, comédia de costumes de autoria de Arthur Azevedo

“Organizar o mapa da opereta no teatro brasileiro significa ir além da tradicional análise do gênero por autores e obras, visto que se observa uma intensa circulação autoral e entre obras que escapam aos ditames do gênero. O objetivo é pesquisar um perfil da produção musical do gênero no País e de gêneros musicais correlatos, além de a sua recepção na sociedade no período analisado”, contam Beti Rabetti e Paulo Maciel, em entrevista ao Boletim da Faperj, onde foi publicada uma matéria sobre a pesquisa.

Para ler a reportagem da Faperj na íntegra, clique no link a seguir.

www.faperj.br/downloads/revista/Rio_Pesquisa_20_2012.pdf

registrado em: ,

Acesso a Informação Capes CNPQ