código do Google analytics Mestranda da UNIRIO desenvolveu aplicativo para auxiliar punção venosa em crianças — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Portal do Governo Brasileiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoriaImprensa

Central de Conteúdos

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

icone de uma filmadora com auto falanteAudiovisual

Você está aqui: Página Inicial / Mestranda da UNIRIO desenvolveu aplicativo para auxiliar punção venosa em crianças

Mestranda da UNIRIO desenvolveu aplicativo para auxiliar punção venosa em crianças

por comunicacao — publicado 03/10/2019 18h30, última modificação 04/10/2019 13h40
Projeto surgiu como consequência de dissertação desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Saúde e Tecnologias no Espaço Hospitalar

Pensando em ajudar e entreter crianças em tratamento de saúde durante a realização da punção venosa, a enfermeira Viviane Reis desenvolveu um software de realidade virtual. Ela é mestranda do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Tecnologias no Espaço Hospitalar, da UNIRIO, e o projeto acontece em parceria com graduandos do curso de Ciência da Computação da Universidade Estadual de Roraima.

Idealizado por Viviane, sob orientação do professor Luiz Carlos Santiago, o projeto recebeu o nome de Vencture VR. O aplicativo foi desenvolvido para dispositivos Android e iOS e está disponível para download na Play Store e na Apple Store. O produto foi consequência da dissertação intitulada Uma ferramenta em realidade virtual para auxílio da cateterização venosa periférica em criança hospitalizadadefendida por ela no último dia 23 de setembro.

O desenvolvimento do software surgiu da necessidade de oferecer maior conforto no momento da introdução de catéteres nas veias de crianças hospitalizadas - procedimento que causa muito desconforto, estresse e medo, dificultando a técnica de punção. O aplicativo poderá facilitar o trabalho de enfermeiros e reduzir custos com o procedimento. Com o aplicativo, a criança entra em um mundo de fantasia e passa a interagir com uma enfermeira virtual. Além das boas-vindas, a enfermeira “Vivis” explica para a criança os motivos da punção venosa, os equipamentos que serão utilizados e convida a criança para combater as bactérias presentes naquela realidade.


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio