Portal do Governo Brasileiro

Portal de IdentificaçãoWebmail |  Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale Conosco |  Mapa do Site

PPGAN

Você está aqui: Página Inicial / Fórum de Psicanálise e Cinema comemora dez anos com exibição de filme sobre marcas da ditadura militar argentina

Fórum de Psicanálise e Cinema comemora dez anos com exibição de filme sobre marcas da ditadura militar argentina

por Comunicacao UNIRIO publicado 21/07/2016 23h10, última modificação 25/07/2016 08h31

Filha de desaparecidos no período tenebroso da ditadura militar argentina, Sofía Lombardi foi registrada fraudulentamente como o bebê de um policial e sua esposa, com o nome de Cristina Quadri. Ao completar 15 anos, a jovem inteira-se subitamente de sua situação: uma vida em cativeiro. A partir de então, vive o drama de alguém que perde sua identidade e tenta se reconstruir sobre suas verdadeiras origens e laços biológicos.

Essa é a história real retratada pelo filme Cativa (Gaston Biraben, Argentina, 2004), que será exibido na sexta-feira, 29 de julho, às 18h, no Auditório Vera Janacopulos. A sessão celebra os dez anos do Fórum de Cinema e Psicanálise na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Além do debate sobre a obra, haverá lançamento da edição comemorativa do livro do projeto, com sorteio de exemplares para o público.

"Cativa narra uma reestruturação de identidade. Isso implica em um refazimento interno que é da ordem da dor, da tristeza e da perda”, analisa a professora da Escola de Museologia Ana Lúcia de Castro, responsável pela análise cultural dos filmes exibidos. “De maneira geral, possibilitamos às pessoas assistirem a filmes aos quais elas não teriam acesso”, revela.

Histórico

O Fórum de Psicanálise e Cinema foi criado, em 1997, como uma atividade de extensão científica da Associação Psicanalítica Rio 3 (APRIO 3) pelo então presidente, Waldemar Zusman, e pelo diretor Neilton Dias da Silva. Em 2004, passou a contar com a participação da museóloga e professora da UNIRIO Ana Lúcia de Castro.

Dois anos depois, a APRIO 3 celebrou parceria com a UNIRIO para sediar, mensalmente, as atividades do Fórum, que se tornou um bem-sucedido projeto de extensão da Universidade. Em agosto de 2011, a APRIO 3 fundiu-se com a Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro (SPRJ), sendo mantida a parceria com a UNIRIO.

Atualmente, o projeto reúne, em média, 150 pessoas por encontro. As sessões acontecem nas últimas sextas-feiras de cada mês.

O Auditório Vera Janacopulos se localiza na Av. Pasteur, 296, Urca.


Acesso a Informação Capes CNPQ