código do Google analytics Estudantes do 3º período de Medicina da UNIRIO são premiados em Congresso Brasileiro de Infectologia — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoria Comunicação Institucional

Central de Conteúdos

icone de uma filmadora com auto falanteAudiovisual

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

icone repositorio: ilustração de fundo azul com conteúdo textual na cor brancaRepositório Hórus

Você está aqui: Página Inicial / Estudantes do 3º período de Medicina da UNIRIO são premiados em Congresso Brasileiro de Infectologia

Estudantes do 3º período de Medicina da UNIRIO são premiados em Congresso Brasileiro de Infectologia

por Comunicação publicado 07/02/2022 22h21, última modificação 20/07/2022 13h20
"Internações por Covid-19 em mulheres de idade fértil na região Nordeste: Estudo Transversal" foi o tema do trabalho apresentado pelos alunos

"Internações por Covid-19 em mulheres de idade fértil na região Nordeste: Estudo Transversal". Este foi o tema do trabalho apresentado pelos estudantes Alexandre Akio Majima, Luma Moreira Ayres, Kelly Cristina Cabral Mello, Lucas Fonseca da Silva, Ana Luiza dos Santos Neres e Carolina Oliveira de Paula, do 3º período do curso de Medicina da UNIRIO, durante o XXII Congresso Brasileiro de Infectologia, realizado em dezembro de 2021. O estudo foi premiado como o "Melhor Pôster – 3º lugar", após ser apresentado na modalidade Pôster Impresso (Físico).

A docente Maria Beatriz da Cunha  (DMQ/CCET/UNIRIO), da Escola de Medicina e Cirurgia, explicou que foi a partir de um trabalho da disciplina Práticas em Saúde III (3º período de Medicina) que os alunos tiveram esta iniciativa de apresentar o trabalho no Congresso. Durante as aulas ministradas por ela e pelos professores Gloria da Silva e Sá (ISC/CCBS/UNIRIO) e Rodolfo Castro (ISC/CCBS/UNIRIO), os estudantes acessam o banco de dados do Sistema Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG), do Sistema Único de Saúde, para analisar dados epidemiológicos. “No caso deste trabalho, os dados foram referentes às internações de casos suspeitos ou confirmados por Covid-19 em mulheres de idade fértil. Cada grupo de alunos ficou responsável por analisar uma região do Brasil”, explicou a professora, que coordena a parte de Bioestatística da disciplina.

Para o estudante Alexandre Akio Majima, responsável pela apresentação do pôster no Congresso, “a pesquisa foi importante, pois reforçou algumas evidências já presentes na literatura e revelou achados interessantes que, provavelmente, motivarão a elaboração de pesquisas e análises mais robustas com essa temática”.

Por meio das variáveis sociodemográficas, perfil de ser gestante ou puérpera e evolução (cura ou óbito), os estudantes verificaram que a idade avançada das mulheres estava associada ao pior prognóstico, enquanto a maior escolaridade e ser gestante ou puérpera apresentaram características de proteção.

“Portanto, apesar de as gestantes ou puérperas serem consideradas grupos de maior risco, foi possível formular a hipótese de uma menor chance de óbito quando analisadas apenas as gestantes que passaram por uma internação”, explicou Alexandre.

Para o professor Rodolfo Castro,  a disciplina procura estimular a produção do conhecimento por meio da realidade, a disciplina procura estimular a produção do conhecimento por meio da realidade. “Durante as aulas, os alunos têm a oportunidade de aprender Bioestatística e Epidemiologia de forma integrada, por meio de dados reais. Este processo estimula os estudantes a se interessarem pelos temas, mesmo estando no início do curso. Esperamos que a iniciativa desses alunos em participar do Congresso possa estimular outros estudantes a fazerem o mesmo”, finalizou o professor.

(por Liliana Vallejo/Comso)

registrado em: Ciência na UNIRIO

Capes CNPQ Imagem Rede Unirio Marca SEI UNIRIO