código do Google analytics Cineclube Leila Ribeiro exibe ‘A camareira do Titanic’ — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoria Comunicação Institucional

Central de Conteúdos

icone de uma filmadora com auto falanteAudiovisual

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

icone repositorio: ilustração de fundo azul com conteúdo textual na cor brancaRepositório Hórus

Você está aqui: Página Inicial / Cineclube Leila Ribeiro exibe ‘A camareira do Titanic’

Cineclube Leila Ribeiro exibe ‘A camareira do Titanic’

por Comunicação publicado 04/02/2022 15h47, última modificação 04/02/2022 16h56
Projeto de extensão da UNIRIO promove encontros em torno do cinema, da informação e da memória

A camareira do Titanic (Bigas Luna, 1997) é a próxima atração do cineclube Leila Ribeiro. O filme conta a história de amor entre o operário francês Horty e a camareira do Titanic Marie, às vésperas da partida do navio. De volta à sua terra-natal e sem saber se a mulher sobreviveu ou não ao naufrágio, Horty passa a fantasiar o romance entre os dois.

A exibição acontece na próxima quinta-feira, dia 10, às 19h. Após a sessão, haverá debate com a mediação das professoras Ana Amélia Martins e Bianca Rihan, coordenadoras do Cineclube.

A transmissão será feita pela plataforma Google Meet, com emissão de certificado para participantes. Interessados devem se inscrever pelo e-mail cineclubeleilaribeiro@gmail.com.

Sobre o projeto

O Cineclube Leila Ribeiro busca proporcionar um ambiente de debates entre profissionais da informação, bibliotecários, arquivistas, professores, museólogos, estudantes e pesquisadores de pós-graduação. Realizada por meio de encontros mensais, a iniciativa busca fomentar a interlocução interdisciplinar sobre assuntos de interesse da Ciência da Informação e da Memória Social, a partir do compartilhamento da experiência cinematográfica.

Além de potencializar debates, o Cineclube intenciona também valorizar a prática cineclubista, que em 2021 completa 100 anos de existência, desde seu surgimento na França. O projeto faz também homenagem à professora e pesquisadora da UNIRIO Leila Beatriz Ribeiro, cujo trabalho contribuiu para florescer o diálogo entre os estudos informacionais, a memória social e o audiovisual.


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio Marca SEI UNIRIO