código do Google analytics Ciência, saúde e esporte na abertura da 11ª Semana de Integração Acadêmica — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
Portal do Governo Brasileiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoriaImprensa

Central de Conteúdos

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

Ícone de uma filmadora na cor branca com findo azulVídeos

Você está aqui: Página Inicial / Ciência, saúde e esporte na abertura da 11ª Semana de Integração Acadêmica

Ciência, saúde e esporte na abertura da 11ª Semana de Integração Acadêmica

por comunicacao — publicado 21/10/2013 20h55, última modificação 23/10/2013 13h00
Isabel Salgado, ex-atleta de vôlei, e L.C. Cameron, coordenador do Laboratório de Bioquímica de Proteínas da UNIRIO, participaram da mesa de abertura do evento, na tarde desta segunda-feira

Teve início nesta segunda-feira, 21 de outubro, a 11ª edição da Semana de Integração Acadêmica (SIA) da UNIRIO, que acontece em conjunto com a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) 2013, com mais de 100 atividades gratuitas, dentro e fora da Universidade.

Para celebrar o tema geral da SNCT, que este ano é “Ciência, Saúde e Esporte”, a abertura oficial do evento contou com a presença da ex-atleta de vôlei Isabel Salgado. Ela participou de uma mesa com o coordenador do Laboratório de Bioquímica de Proteínas da UNIRIO, L.C. Cameron, que desenvolve pesquisas na área da esportômica. O conceito, desenvolvido pela equipe do pesquisador, engloba o estudo das respostas do corpo aos exercícios físicos, por meio da avaliação realizada durante sessões de treino ou mesmo em competições.

Isabel destacou o trabalho de Cameron no episódio em que seu filho, atleta de vôlei de praia, foi acusado de doping. Com a ajuda do pesquisador, eles comprovaram que o rapaz não tinha violado as regras antidoping estabelecidas. “Perdemos um longo tempo até chegar à UNIRIO e ao Cameron, e achar o caminho para provar que o exame estava errado”, disse a ex-jogadora.

Ela lembrou que a interação entre ciência e esporte é recente. “Sou de uma geração em que não havia isso, o trabalho era empírico, com pouco embasamento científico”, explicou a ex-atleta, hoje com 53 anos. Para Isabel, o ganho para esportistas e também a sociedade em geral é enorme. “Contar com a parceria da ciência é fundamental para a evolução do esporte”, ressaltou.

Antes de parabenizar a UNIRIO pela iniciativa de realizar uma semana de atividades com espaço para pensar o esporte, Isabel falou sobre a importância de se investir em ciência. “Um país que vai sediar os Jogos Olímpicos e que não apoia o desenvolvimento da ciência é um contrassenso”, avaliou.

Esportômica

Responsável pelo Laboratório de Bioquímica de Proteínas, L.C. Cameron apresentou algumas das atividades desenvolvidas na unidade, com o apoio de uma equipe que reúne desde pós-doutorandos a bolsistas de iniciação científica, e que trabalha atualmente com mais de 100 atletas de nível olímpico.

“Buscamos entender como funciona o metabolismo para, por exemplo, compreender a sustentabilidade em atletas de alto rendimento. Hoje sabemos que o consenso de que o atleta fica velho aos 35 anos não é mais verdade”, observou Cameron.

A cerimônia de abertura da 11ª SIA contou com a presença do reitor da UNIRIO, Luiz Pedro San Gil Jutuca; do vice-reitor, José da Costa Filho; do pró-reitor de Extensão e Cultura e coordenador da SIA, Diógenes Pinheiro; do pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa, Ricardo Silva Cardoso; e do diretor do Departamento de Documentação e Registro de Assuntos Docentes, Alcides Serpa Guarino, representando a Pró-Reitoria de Graduação.


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio