código do Google analytics Aluna da Escola de Medicina e Cirurgia recebe prêmio do Cremerj por trabalho sobre Covid-19 — Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Webmail | Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale ConoscoOuvidoria Comunicação Institucional

Central de Conteúdos

icone de uma filmadora com auto falanteAudiovisual

Icone de um calendárioEventos

Ícone de um jornal dobradoPublicações

ícone periódicosPortal de Periódicos

icone repositorio: ilustração de fundo azul com conteúdo textual na cor brancaRepositório Hórus

Você está aqui: Página Inicial / Aluna da Escola de Medicina e Cirurgia recebe prêmio do Cremerj por trabalho sobre Covid-19

Aluna da Escola de Medicina e Cirurgia recebe prêmio do Cremerj por trabalho sobre Covid-19

por Comunicação publicado 22/10/2021 17h35, última modificação 25/10/2021 15h04
Elisa Gouveia investigou manifestações neurológicas tardias e características clínicas e sociodemográficas da doença

A aluna da Escola de Medicina e Cirurgia (EMC) Elisa Gutman Gouveia recebeu o Prêmio Professor Ricardo Cruz, do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj), na segunda edição voltada para acadêmicos de medicina.

A premiação foi conquistada com o trabalho Características sociodemográficas e clínicas da fase aguda da infecção por Covid-19 e manifestações neurológicas tardias de uma coorte na cidade do Rio de Janeiro, desenvolvido no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle (HUGG). A pesquisa integra o projeto Estudo longitudinal das manifestações neurológicas da Covid-19 e seu impacto na saúde a longo prazo e resposta vacinal, coordenado pela professora da EMC Claudia Cristina Ferreira Vasconcelos.

Apresentação de Elisa na sessão de julgamento dos trabalhos

Elisa atua na triagem de participantes. “Pacientes que tenham alguma queixa entram em contato conosco, para fazemos o questionário sociodemográfico e verificarmos a gravidade do quadro, a ocorrência, ou não, de internação e o uso de medicamentos”, detalha. “Em um segundo momento, fazemos a avaliação pós-Covid e, de acordo com as queixas apresentadas, os pacientes são encaminhados para diversas frentes de pesquisa”. Segundo ela, até o momento, já foram avaliadas cerca de 250 pessoas.

Além de neurologistas, o projeto inclui fonoaudiólogas, psicólogas e uma neuropsicóloga. “Um paciente com alterações de olfato ou paladar, por exemplo, poderá ser encaminhado para a fonoaudiologia; se os problemas forem de memória, será avaliado pela neuropsicóloga; e, em caso de dor de cabeça, passará por consulta neurológica”, aponta a aluna. “Já na presença de sinais de ansiedade ou depressão, o encaminhamento é feito para a psicóloga”, completa.

Atualmente, Elisa cursa o sexto período do curso de Medicina. Além de atuar no projeto premiado, a estudante também integra a equipe do Laboratório de Neurociências Translacional da UNIRIO, e pretende seguir carreira acadêmica na área de Neurologia.

Confira abaixo a apresentação e a sessão de julgamento dos trabalhos selecionados para a edição 2021 do Prêmio Professor Ricardo Cruz.

 


Capes CNPQ Imagem Rede Unirio Marca SEI UNIRIO