Portal do Governo Brasileiro

Portal de IdentificaçãoWebmail |  Guia Telefônico |  Perguntas Frequentes |  Fale Conosco |  Mapa do Site

PPGAN

Você está aqui: Página Inicial / ‘Juventude e novas tecnologias’ será tema de seminário no dia 3 de dezembro

‘Juventude e novas tecnologias’ será tema de seminário no dia 3 de dezembro

por Comunicacao UNIRIO publicado 21/11/2013 11h45, última modificação 29/11/2013 15h35

Atualmente, as novas tecnologias são verdadeiras marcas de identidade da juventude. Mas qual é a repercussão e o impacto disso nas diferentes dimensões da vida social dos jovens? Para refletir sobre o tema, a UNIRIO e o Globo Universidade promovem o seminário “Juventudes: novas conexões”, no dia 3 de dezembro, das 9h às 12h30. O evento acontecerá no auditório do Centro de Ciências Exatas e Tecnologias (CCET). A participação é gratuita, mas as vagas são limitadas à capacidade do espaço. Interessados devem se inscrever pelo e-mail globo.universidade@tvglobo.com.br.

No encontro, será estimulado um debate sobre o lugar das novas tecnologias nas relações entre educação e trabalho; na área da cultura e do entretenimento e em suas formas de mobilização social. Entre os palestrantes, estão a jornalista Mia Lopes, a pesquisadora Patrícia Lânes, a antropóloga e especialista no tema Regina Novaes e o criador da Agência de Redes para Juventude Marcus Faustini. 

O CCET se localiza na Av. Pasteur, 458, Urca.

Trajetória

Mia Lopes integra o Instituto Flores de Dan, onde coordena projetos ligados à área da comunicação. Teve participação em conferências internacionais, em países como Chile, Equador, Peru, Uruguai e Argentina, o que lhe conferiu amplo conhecimento acerca da questão latino-americana.

O diretor teatral, documentarista e escritor Marcus Faustini é autor do Guia afetivo da periferia (2009) e coautor de O novo carioca (2012), com Jaílson de Souza e Silva e Jorge Luiz Barbosa. Em 2011, criou a metodologia da Agência de Redes para Juventude, para transformar ideias de jovens das favelas cariocas em projetos que visam impactar suas comunidades, aumentando suas redes e repertórios.

Atualmente doutoranda em Antropologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), a jornalista Patrícia Lânes é mestre em Sociologia e especialista em Sociologia Urbana. Foi pesquisadora do Instituto Brasileiro de Análises Socioeconômicas entre 1998 e 2012, tendo participado de ações e pesquisas nas áreas de juventude, democracia, participação e direito à cidade. Foi responsável, no Ibase, pela pesquisa “Jovens pobres e o uso das NTICs na criação de novas esferas públicas democráticas”, lançada em junho de 2013.

Regina Novaes é doutora em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo (USP) e professora aposentada do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da UFRJ. Foi secretária-adjunta da Secretaria Nacional da Juventude, presidente do Conselho Nacional de Juventude e consultora do Ibase, além de ter atuado como consultora sênior do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), para a realização do informe “Juventude e desenvolvimento humano nos países do Mercosul”.

Outras informações pelo telefone  (21) 3206-6235.


(Com Textual Corporativa)


Acesso a Informação Capes CNPQ